sábado, 19 de setembro de 2009



A maior parte do tempo eu gastei distraída
Me contentando com minha canção favorita tocar no rádio
Maravilhada com o fato de alguém conseguir me traduzir tão bem
A maior parte do tempo eu passei construindo castelos
E depois pisei em cima
A maior parte do tempo eu gastei distraída
Colorindo o céu de azul com os olhos nos dias nublados
E sem mudar os móveis de lugar, apenas pra não tropeçar no escuro...
Parando de deixar a luz entrar
A maior parte do tempo eu gastei distraída,
com as pessoas e os carros passando depressa
Contentando em ouvir minha canção favorita tocar no rádio
Parando de deixar o amor entrar

4 comentários:

Samuel disse...

Rosi... saudade de vc!
vc sempre faz a gente pensar ^^
A gente fica né... deixando tudo passar... mas uma hora a gente aprende, afinal é quebrando a cara q a gente vai pra frente!!
Bjaooo rosi!!!

Layane Siqueira :~ disse...

nossa, vc escreve muito bem! Parabéns! tô seguindo, ok? Grande beijo!

Eddy Fantasia disse...

esta sumida..saudades

Chinês Preto disse...

Ficou muito bom, gosto muito de poesias que falam do cotidiano, e sobretudo, de poesias curtas. Sinto uma emoção mais intensa...